segunda-feira, 17 de julho de 2017

Dicas avulso


Primeira noite de cólicas do Rafinha. Primeira noite em que a vizinha do lado achou por bem tocar à campainha para nos dar conselhos sobre eventuais cólicas ou otites. Uma querida, mas talvez desnecessário.

Mãe que é mãe tem de perceber que todaaaa a gente sabe o que é melhor para o seu filho. Toda a gente sabe. 

Por falar nisso... dicas e sugestões eu aceito de bom grado, mas a conversa da "fome" é coisa que me enerva. Toda a gente sabe que ele tem sempre fome - sempre. É a sugestão mais fácil, certo? Se chora, é porque tem fome. Se abre a boca, é porque tem fome - não pode apenas querer chuchar. Se está agitado, também será por fome. 

Já estou na fase em que reviro os olhos e viro costas. Eu e o meu filho entendemo-nos muito bem. 

46 comentários:

  1. Não acredito que ela teve a lata de tocar à campainha para dar dicas! OMG, as pessoas não têm mesmo noção.

    ResponderEliminar
  2. Não deve ser muito fácil não.. Mas respira, ainda tens muito pela frente provavelmente!

    ResponderEliminar
  3. Como eu resolvi as cólicas do MEU filho (independente das ideias e bla blas e que resultou bem connosco) biberão dr brown e todos os dias depois do banho tubo de bebe gel no rabinho (vazio, com a ponta cortada) e massagem de pernas e barriga. O ar saia todo e ele ficava feliz da vida! Eram uns 10 minutinhos de massagem abdominal que fez maravilhas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, eu já ouvi dizer que não se deve estimular demasiado o rabinho, para que o bebé não perca o instinto de fazer força para conseguir fazer cocó. De qualquer forma, comprei há uns dias bebegel, tenho para as emergências - ainda não fez falta. Uso e abuso das massagens na barriga e no "dobra e desdobra" de pernocas. Costuma aliviar!

      Eliminar
    2. Olá S. olha eu da minha primeira filha tive que ajudar a fazer coco até aos 6 meses. Estimulava com a cânula do bebegel. Retirava o gel, cortava a parte de plástico e era assim que a ajudava. Hoje em dia faz côco sozinha, sem problemas. Com p segundo filho não tem sido preciso a canula, o que faço é colocá-lo de cócoras no meu colo (como se estivesse no bacio), depois de mamar é certinho lol 😝

      Vânia Biscaia

      Eliminar
    3. Sim S* tens razão que não se deve estimular o rabinho com as canulas nem com termometros ou cotonetes mas neste caso o que o anónimo das 13:58 estava a dizer é só introduzir a canula do bebé gel ( com o frasco do gel cortado a meio e limpo)e o tudo aberto faz de saida do ar...sentes o ar a sair dos intestinos do menino e faz com que não tenho cólicas ou dores.

      Eliminar
  4. A partir de agora nunca mais serás a mesma! Isto muda-nos...

    ResponderEliminar
  5. Dicas não tenho, por sorte a minha filha nunca teve cólicas.
    Escrevo apenas para dar uma força para estes primeiros meses que são complicados mas palpites e opiniões à parte penso que com as crianças tudo é uma fase e em breve as cólicas desaparecem. (e depois vem outra coisa...lol) isto de ser mãe é fantástico e nunca há monotonia. A vantagem é que com o passar do tempo o amor por estas pequenas criaturas também vai aumentando numa medida desmesurada e suporta-se tudo. Passas o fim de semana de rastos com eles e na segunda morres de saudades e não vês a hora de os ir buscar à escolinha :) Bipolaridades de mãe ;) beijinho para o Rafinha e as melhoras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. :) O meu só teve cólicas ontem, umas duas horinhas... e depois dormiu 7 horas seguidas... nada mau!!

      Eliminar
  6. É isso mesmo!! Das nossas crias, sabemos nós!!

    ResponderEliminar
  7. Por aqui, a última foi uma senhora desconhecida que se lembrou de me abordar na rua para me dizer que a Mini-Tété não deveria usar óculos escuros. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah O Rafa também tem óculos de sol, mas ainda não usou.

      Eliminar
    2. Nós comprámos no primeiro Verão dela, tinha ela 6 meses. Agora para este Verão comprámos já outro tamanho. :) A mim o sol magoa-me os olhos, por isso acho importante que ela os use. Para além de já ter visto vários oftalmologistas a defender que se pomos protector solar para proteger a pele do sol então também devemos proteger os olhos (com os óculos, entenda-se :P ).
      Mas há crianças que não gostam, tiram-nos sempre, aí não há muito a fazer. Ela o ano passado tolerava, este ano adora. Se a deixasse não os tirava todo o dia, até mesmo em casa. :)

      Eliminar
    3. Marido oftalmologista diz que se devem usar óculos escuros desde sempre :P Mas dos bons, claro :)

      Eliminar
  8. Bem resolvida! Assim mesmo ;)

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Está a evoluir bem em relação ao peso? Então caga para os comentários da fome. Eles choram porque têm de chorar, porque de repente saíram da barriga da mãe e vêem-se num mundo totalmente diferente. Por isso, há quem defenda a existência do "4º trimestre".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, imenso... já não o peso desde 23 de Junho, é certo... mas estava a engordar imenso... o médico falou entre 20 e 30 gr por dia e o meu estava a aumentar mais de 50. :)

      Eliminar
    2. às vezes também me apetece chorar só para aliviar um bocadinho, porque é que o puto não pode?? :P

      Eliminar
  10. Se tentares tudo e não der resultado, olha... ajuda-o, o meu tive que andar 3,5 meses a ajuda lo, nem massagens, nem posições, nem dieta (minha claro), nem chá (nunca gostou, nem mesmo ice tea, às vezes tentamos engana lo que é sumo -tem 10 anos- acaba a cuspir, sempre), nem gotas cor de rosa, nada.
    Era sôfrego demais a mamar e engolia ar, ainda lhe pus dois clister mas achei que era muito forte, e o problema dele eram gases.
    Cortei o tubinho dum clister, esterilizado, colocava um pouco de vaselina, eram só gases a sair pelo buraco do tubinho.

    24 horas depois de começar a comer comida sólida acabaram todos os problemas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu até não é sôfrego, sofre apenas dos gases habituais... cólicas só mesmo ontem. :) Obrigada

      Eliminar
  11. Infacol, uma pipeta antes de cada refeição.

    ResponderEliminar
  12. Eu nao acharia desnecessario, creio que uma pessoa ter a gentileza de tentar me ajudar nao e querer saber mais do que eu o que e melhor para o meu filho. Na vida nao podemos ser tao vidrinhos ou damos em loucos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vidrinhos? Eu não tenho confiança com a senhora. Acho desnecessário, apesar de não ter levado nada a mal.

      Eliminar
  13. Eu era capaz de tocar à porta da minha vizinha se o bebé dela estivesse a chorar desesperado há imenso tempo. Não acho nada desnecessário, acho gentil! O meu filho nunca chorou. Só o ouvi chorar duas vezes na vida (nas vacinas) mas, caso acontecesse eu agradecia ajuda. Aqui na Suíça já durante a gravidez todo o pessoal médico incentiva as pessoas ajudarem-se umas às outras. Vizinhos incluídos. A minha parteira pediu-me para, se algum dia me sentisse perdida, tocar à campainha da minha vizinha e deixar lá o meu filho 5 minutos para eu respirar um pouco. Beijinhos e as melhoras do Rafinha

    Patrícia Simples

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah Ah grande conselho da parteira, deixar o filho com uma pessoa desconhecida o que além de ser um risco só vai causar mais stress ao bebé ficar num sitio desconhecido com uma pessoa estranha. E sim há bebés que choram muito e se a mãe precisar de ajuda pede não são os oiutros quedevem ir incomodar ainda mais em casa alheia pois nestas situaçõe bem basta a stress da mãe.

      Eliminar
    2. S* há muitas mães que não sabem o que é melhor para o filho, não têm cuidados, nem responsabilidade, nem conhecimentos nem nada, mas dai a alguém ir tocar à campainha de casa de outsa pessoa vai uma grande distância.

      Eliminar
    3. Anónimo das 9h42, tenho de concordar consigo. Já não basta o stress, acho algo desnecessário ser recordada de que "o bebé está a chorar há tanto tempo", fazendo-nos pensar que estamos a incomodar os vizinhos. :)

      Eliminar
    4. Parece-me ter sido um bom conselho sim, anónimo! Nem toda a gente tem ajuda, nem toda a gente tem partos maravilhosos e nem toda a gente tem pós partos tranquilos. Há mulheres com depressões pos parto gravíssimas que pensam em suicidio. Sabia disso?
      Ainda em relação à questão do post da S*: continuo a não ver mal nenhum tocar à campainha e perguntar: está tudo bem? Precisa de ajuda?
      Dar dicas e sugestões já me parece exagerado.

      Patrícia

      Eliminar
    5. "Fazendo-nos pensar que estamos a incomodar os vizinhos" - se calhar estão mesmo!

      Eliminar
    6. Anónima das 11h33, é assim estúpida ou resolveu armar-se em estúpida? É um bebé.

      Anónimo das 21h38, deram dicas e sugestões.

      Eliminar
    7. É um bebé e então? As pessoas não têm direito ao silêncio/descanso? Têm de estar nas suas casas a ouvir os bebés dos outros a chorar? Os direitos só valem para quem tem bebés? Por favor, você é que está a ser estúpida se acha que pode impor as suas escolhas de vida (e consequências que daí advêm) aos outros.

      Eliminar
    8. ahahahah

      Não costumo fazer isto, mas para si abro uma excepção: vá ser idiota para outro lado. Escusa de comentar, que eu vou rejeitar. :)

      Eliminar
    9. Anónimo, mas se não sabem lidar e não suportam os barulhos normais da vida em sociedade, tem que ir viver para a mata. Sozinhos.

      Já tive bebés como vizinhos e sim, às vezes era péssimo, mas ia fazer o quê? Pedir-lhe sff para se calar que estava farta de o aturar?

      Ou fazer como um vizinho que, não interessava a hora nem se era dia ou noite, ia para o hall gritar para a porta da família "POUCO BARULHO!" "CALEM-NO!" e merdas que tais. O adulto de para aí 50 anos nessas lindas figuras.

      Bem queriam os pais que a criança se calasse - mais do que todos. Mas se não conseguem, para que serve que as pessoas irem bater-lhes à porta?! Vão abafá-lo xD

      Eliminar
    10. Mel, talvez preferissem que se metesse uma mordaça no bebé. :P

      Eliminar
    11. Olhe, eu percebo a reação desse vizinho, porque se quem tem filhos bebés se queixa da privação do sono e de andarem tipo zombies, então o que dizer dos vizinhos que ouvem o mesmo barulho e também não dormem e nem devia ser nada com eles? Isso é revoltante. A culpa é destas casas que são feitas com um isolamento péssimo, mas percebo perfeitamente que uma pessoa que trabalha o dia inteiro e chega a casa e quer descansar e tem de ouvir choro e gritos de um bebé chegue a um dia em que se passa. Se forem os pais, têm mesmo que o aturar, escolheram isso. Os vizinhos não.

      Eliminar
  14. A sério? É só o que consigo dizer - a sério?

    A Marta

    ResponderEliminar
  15. Qualquer dia tem a polícia\proteção de menores à porta. :p
    Há pessoas que não se enxergam. E não se ofereceu para ficar com ele? Isso sim, era uma vizinha à maneira. :)
    Para a próxima responda que nem tinha dado pelo choro do bebé e agradeça a informação.
    "Adoro" os "treinadores de bancada", principalmente quem nunca foi pai/mãe e opina como se fosse dono da razão.
    Quanto a dicas, felizmente não tenho experiência (massagens?? fazem sempre bem; pegar nele de barriga para baixo). Os meus filhos eram cagões e pouco se queixaram com as cólicas.
    Bjs e as melhoras
    SM

    ResponderEliminar
  16. Só não deixe chorar copiosamente, senão fica com o umbigo estufado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Umbigo estufado?? Que raio é isso???

      Eliminar
    2. Umbigo para fora, obviamente. Algo que estufa e algo que esta para fora, para dentro e que nao. Mas acredito que a pessoa em questao estava fazendo alguma piada. Eu pelo menos nunca ouvi falar que chorar estufa o umbigo dos bebes.

      Eliminar
    3. 0 meu umbigo é lindo e perfeito, já o do meu bebê chorão e filho da irresponsável...

      Eliminar
  17. O pessoal tem mesmo de mandar postas de pescada, é inevitável. E irritante.

    ResponderEliminar
  18. aqui em andorra também aconselham a ir aos vizinhos perguntar se precisam de algo quando há choro seguido/demasiado estridente... já fui e já fiquei a lavar a louça duma vizinha, a cara de desespero dela com um bebe pequeninho e sem ideia do que fazer é algo que recordo até hoje

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficar a lavar a louça é muito bom. :D Eu entendo perfeitamente a lógica, se verdade!

      Eliminar