domingo, 26 de fevereiro de 2017

Cada um é como cada qual...


Se o meu bebé podia ser um daqueles bebés elegantes e que têm um quarto muito branco e simples? Podia, mas não corresponderia à mãe que tem.

Por aqui vai reinar um mundo de ursos, bonecos variados e detalhes de cores garridas. É assim que eu sou. Gosto de ver o meu mundo pintado de cor e só peço a Deus para ter um filhote alegre e risonho como a mãe - mas com a inteligência e o carácter vincado do pai, que é mais sisudo, mas é o melhor do mundo.

Fui presenteada pela Sofia, que ofereceu a fralda mais bonita e um babete todo amoroso.

Últimas conquistas cá de casa: almofadas feitas pela senhora minha mãe; cobertura para almofada de amamentação feita pela mesma senhora. Peluche do Ratinho Mickey.

Família de ursos: pantufas para eu usar na maternidade e para ele usar nos primeiros meses.


41 comentários:

  1. A tua mãe também fez o Mickey? Tá tudo muito giro =)

    ResponderEliminar
  2. E é assim que tem de ser! O que importa é que esteja tudo ao gosto dos pais!!
    E com tanta cor tenho a certeza que o Rafael será muito colorido e bem disposto!
    https://jusajublog.blogspot.pt/?m=1

    ResponderEliminar
  3. Ai,que daqui a pouco ele nasceu e eu com as coisas ali...

    ResponderEliminar
  4. O que torna o mundo tão interessante é isto: cada um ter o seu gosto.

    ResponderEliminar
  5. uma coisa é certa: o Rafael vai nascer no meio de muito amor :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Cor, sim, mas nada a combinar, não.
    Odiaria entrar num quarto assim.
    Gostos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também optaria pelos tons da almofada de amamentação, que é um encanto. Parabéns à vovó.

      Eliminar
    2. Anónimo das 06h16, está no seu direito, mas daí a dizer que 'odiaria'... bom, ainda bem que não a convidei!

      Anónimo das 12h31, a almofada de amamentação está bonita, sim, mas não fará parte da decoração do quarto. Mas compreendo o que diz!

      Eliminar
  7. Acho lindo o quarto refletir a personalidade da mãe ou do pai. E se for de alegria melhor ainda :)

    ResponderEliminar
  8. Eu sou ao contrario das pessoas normais, o meu filho sò foi para o quarto dele com 1 ano e sò aí è que decorei o quarto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D Ai eu não aguento, tenho de ter tudoooo pronto, mesmo que a nossa ideia seja ter o bebé no nosso quarto até aos 6 meses.

      Eliminar
  9. Tens aí coisas que já eu tive em padrões iguais há 30 anos atrás.
    Até as pantufas têm cara de encardidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, comprei as pantufas ontem, mas se você acha que são 'encardidas', é melhor devolver. ;)

      Coisas? A única coisa que efectivamente está a usar um tecido mais antigo são as almofadas. O resto foi tudo comprado agora. Mas você é que sabe!

      Eliminar
  10. E a harmonia que é tão importante para o sossego do bebé?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, acha que é por causa de umas almofadas com ursos que a harmonia não existe? Vejamos... o peluche é brinquedo, não é decoração. A almofada de amamentação é para 'usar', não é decorativa. Apenas as almofadas laranjas farão efectivamente parte da decoração. :) Mais importante para o sossego do bebé é ter pais felizes. Não creio que o bebé vá ficar stressado por causa de apontamentos de cor. Respeito que pense diferente, mas cá em casa decidimos nós...

      Eliminar
  11. É mesmo uma questão de gostos. :) No nosso caso, com quase 18 meses ainda nem tem quarto. Tem a cama e um armário no nosso e assim se manterá. Quando tiver o quarto dela, já sabemos que será como o nosso, tudo em branco. Depois a roupa de cama, os bonecos, etc, trazem a cor. Para nós, é importante que no quarto (tanto de crianças como de adultos) não haja excesso de informação, cores garridas, muitos bonecos, pois é uma divisão para relaxar e dormir. Tanto que a nossa filha não brinca quase nada no quarto mas sim na sala, onde reina a confusão com todos os brinquedos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tété, o meu quarto também é muito 'clean', apesar com cama, mesa de cabeceiras, cómoda, espelho, arca (com roupa de cama) e pouquíssima decoração. E o quarto é enorme, até fica algo 'vazio', mas não queria muita coisa. O quarto do bebé também não vai estar cheio de coisas, mas a decoração será animada. :D Paredes lisas, mas decoração animada.

      Eliminar
    2. Não vejo nada de mal, a sério, acho mesmo que é uma questão de gostos. :) Supostamente um quarto de bebé deve ser harmonioso, cores claras e neutras, com pouca informação, etc, mas sinceramente se os pais quiserem encher tudo com bonecadas, pintar as paredes de verde alface, etc, a criança não fica em perigo de vida (claro que depois pode haver consequências a nível de sono, não digo que não, mas aí os pais lidam com isso e com as escolhas que fizeram, como em tudo na vida e nesta história de ter um filho). E não ficando em risco de vida ou não prejudicando gravemente o bebé, é mesmo daquelas decisões que cabe a cada casal e ao gosto que têm.:)

      Eliminar
    3. Eu também não acho nada de mal e, sinceramente, considero que criticarem alguém (sim, recebi críticas que não publiquei...) por ter um quarto alegre é um disparate. Podendo estar errada, acho que se caiu num exagero tremendo em relação a algumas coisas em torno dos bebés. A criança não sofre com cores alegres (apesar de, como disse, o quarto do Rafael irá ter três paredes brancas + uma laranja claro) e, se estiver bem, duvido que sejam as cores alegres a incomodar-lhe o sono. Mas são opiniões... cada um faz o que quer no quarto do seu filho.

      Eliminar
    4. Sim, também concordo contigo, pode-se efectivamente pecar por excesso de zelo em relação aos bebés como se eles fossem de cristal. Embora haja algumas coisas que efectivamente estão provadas serem melhores para os bebés e outras que os afectam (por exemplo, muitos bebés choram ao final do dia e os pais pensam que são cólicas ou birras de sono quando na verdade foram demasiado estimulados durante o dia, muitos colos, muito barulho. Se nós fomos e estamos aqui vivos? Sem dúvida, isto não mata ninguém. Causa apenas desconforto ao bebé e aos pais :) ).

      Em relação ao quarto, acredita que não estou mesmo a criticar até porque eu não sei como é o quarto ou como vai ficar (e 3 paredes brancas e 1 de cor não me parece nada excessivamente colorido :) ).

      E a minha frase "mas aí os pais lidam com isso e com as escolhas que fizeram, como em tudo na vida e nesta história de ter um filho" não era uma sentença do género "põe essas cores e vais ver, vais pagar as favas por isso!", é uma frase que se aplica a mim, a ti e a qualquer pai.:) Não há pais perfeitos e há coisas que tu vais fazer (e eu, e a tua irmã, e as tuas amigas) a pensar que é o melhor e afinal não é, da mesma forma que vamos andar preocupadas com coisas que afinal não são um problema. Ser pai é assim. :)

      Eliminar
  12. Pantufas em recém nascidos é que é mentira... Mas depois vai compreender essa parte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. M., bem sei, bem sei... mas como não andam durante uns meses, suponho que não haja problema em calçar umas pantufinhas quando o bebé ficar maior e o tempo arrefecer. Ele vai nascer no Verão, claro que não vai usar pantufas nessa altura.

      Eliminar
    2. Não querendo dizer se a S* o vai fazer ou não, a verdade é que também depende muito dos pais. Aquilo que é lógico e confortável para nós, não o é para outras pessoas. Prova disso é por exemplo eu achar que para um recém-nascido nada é mais confortável que um body e um babygrow macio, enquanto que outras mães escolhem como primeira roupinha ou a partir do momento em que saem da maternidade, fatinhos, vestidos, camisas, blusas, collants, fitas no cabelo, sapatinhos (sim, ainda há pouco li uma rapariga que dizia "a minha filha sair da maternidade sem sapatos? Era o que faltava! Usa sapatos desde o 1° dia!". Ou outra que dizia "Filho meu não passa o dia de pijama. babygrow é para dormir, de dia usa roupa normal). Ou seja, não é tão mentira assim pois há efectivamente pais que vestem e calçam os seus bebés desde o 1° dia.:)

      Eliminar
    3. Tété, bom, eu sou do género 'quanto mais prático, melhor'. Não sou nada dessas modas, porque quero é o meu filhote confortável. De qualquer forma, para mim, serão os babygrows os eleitos. Tenho apenas 3 ou 4 conjuntinhos de calças + camisola, de algodão ou de veludo. Mas nada de blusas, collants, fatinhos e afins...

      Eliminar
  13. Gostei muito da fralda. Adoro coisinhas personalizadas =)

    ResponderEliminar
  14. As pantufas são amororsas :)
    Um beijinho grande*
    Novo blogue! Crazy Cat Lady

    ResponderEliminar
  15. S* o filho é teu, a casa também portanrto faz o que te gaz feliz :D eu nunca tive quarto próprio,dormia num.nocho pequenino em que nada era clean, onde havia o que nos apetecia e oçha...fui tao mas tao feliz :) o que importa (e por muito cliche que seja) é o amor... O resto é resto ;)

    ResponderEliminar
  16. Eu adoro ver quartos de crianças coloridos. Dá logo outra alegria :)

    ResponderEliminar
  17. S* o filho é teu, a casa também portanto faz o que te faz feliz :D eu nunca tive quarto próprio,dormia num nicho pequenino em que nada era clean, onde havia o que nos apetecia e olha...fui tao mas tao feliz :) o que importa (e por muito cliche que seja) é o amor... O resto é resto ;) (podes apagar o outro comentario que estava cheio de erros :x desculpaaa)

    ResponderEliminar
  18. O tecido das almofadas não faz o meu género mas se gostássemos todos de "azul" o que seria do "amarelo"??

    As pessoas gostam de coisas diferentes daí a ter de atacar tudo e todos só porque sim é que me parece um bocado parvo.

    Em relação às pantufas já referiste que será mais para o final do ano mas a mim parecem-me grandes mesmo assim. Pode ser do ângulo da foto mas parecem-me mais sapatos para +12m mas se não usares agora darão sempre para o próximo ano ;)
    Em relação aos teus chinelos e, tendo em conta o calor (imenso) dentro da maternidade, será que te vais adaptar com eles no hospital? Eu também vou ter o meu no verão e estou a ponderar entre tecido simples pouco quente ou algo tipo havaianas mesmo porque na outra vez (abril) estava a ver que morria de calor :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pantufas são tamanho 11/12, mas não sei se é do Reino Unido ou EUA... na verdade, não sei bem para que idade são, mas decididamente não são para recém nascido. :D

      Eliminar
    2. Quanto às minhas pantufas, ui, eu sou friorenta... mas se estiver efectivamente calor, claro, levo outras.

      Eliminar
  19. S*, uma vez que falas no quarto, deixo aqui um conselho: vi-te falar numa página de facebook que não vais ter troca-fraldas e que usarás a cama de solteiro para isso e para vestir o Rafael. Não te vou dizer que um troca-fraldas é algo indispensável pois haverá quem nunca tenha tido e desenvencilhou-se bem na mesma, mas usar a cama não é realmente o melhor para as costas (bem sei, que sempre que vou de férias e tenho de usar camas como troca-fraldas, as minhas costas dão sinal). Por isso, depois do Rafael nascer, caso comeces a sentir que as costas se estão a queixar (até pode nem acontecer), não penses que é apenas por pegar no bebé, por não dormir direito...e pensa em colocar um colchão muda-fraldas por exemplo em cima da cómoda, para que possas tratar dele de pé. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tété, eu acho que isso vai da ideia de cada um... a minha irmã nunca teve troca-fraldas e safou-se. A mim faz-me confusão, admito, ter o bebé em cima de uma cómoda. Prefiro sofrer das costas. :D

      Eliminar
    2. A mim também faz, dependendo da cómoda. :) Eu arranjei mesmo um troca-fraldas e um colchão com elevação lateral, para que ela não se vire. Ainda assim, nunca a deixo sozinha em cima do muda-fraldas. Já de cima da cama, no meio da brincadeiras, a pequena já caiu. :P
      Mas concordo, é opção de cada um. :)

      Eliminar