segunda-feira, 24 de abril de 2017

32 semanas!


Já só falta um mês e três semanas para o dia "D"... Ou, no caso, dia "P", de data prevista de Parto. 

Boa semana!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Facto!!


Com o mau humor com que eu ando nestes últimos dias, acharia perfeitamente justo que se aproveitasse a vinda do Papa Francisco a Portugal por altura do 13 de Maio para canonizar o meu companheiro e atribuir-lhe o estatuto de Santo.

Ele merece.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Haja alegria!


Dás um passeio de 45 minutos com Dom Pirata e esta é a forma que ele encontra de te agradecer.

Rebolou-se todo na terra, com o dono a resmungar e a dona a rir às gargalhadas (dona esta que tinha caído de joelhos no meio da terra uns minutos antes...). 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Desde que a minha liberdade não interfira com a tua...


A menina de 17 anos que morreu esta madrugada em consequência de uma pneumonia bilateral, complicação respiratória provocada pelo sarampo, não estava vacinada. Alguns jornais dizem que não estava vacinada porque tinha feito reacção alérgica a outra vacina... Mas o "Expresso" avança que a jovem também não tinha outras vacinas do Plano Nacional de Vacinação por opção familiar, já que a sua mãe seria antivacinas.

Eu sou uma pessoa relaxada. Acho que cada pai sabe de si e Deus sabe de todos. Gosto até da nova campanha da Dove, com produtos de bebé, e que diz algo do género "A melhor maneira de educar é a sua".

Existem 1001 teorias sobre tudo e mais alguma coisa. Existem os defensores da chucha e os que quase querem queimar as chuchas na fogueira. Os que defendem banho diário e os que dizem que o banho do bebé é duas vezes por semana. Os que só usam compressa tecido não tecido para limpar o rabiosque e os que optam por toalhitas.

São tudo opções. Na maioria das vezes, opções válidas, que não prejudicam o bebé. Apenas opções. Se alguém quer usar roupa com renda e com golinhas, isso é tão válido como usar apenas algodão. Se alguém prefere pôr o bebé no quartinho aos 6/12 meses, está no seu direito, mesmo sabendo que outros pais retiram a criança do quarto do casal apenas quando esta entra na escola primária. 

Não vale a pena tentar "enfiar" ideias na cabeça (e principalmente no coração) dos outros. Cada casal é um casal. Cada pai é um pai. Todos fazem aquilo que julgam ser o melhor para os seus filhos e não merecem ser julgados por isso (a não ser em casos extremos, claro).

Agora os anti-vacinas? Bom... A minha liberdade acaba quando invade a liberdade dos outros. Embora consiga perceber que, num mundo ideal, não precisaríamos das vacinas para nada, a verdade é que o mundo é negro, sujo, com doenças. E a verdade é que o facto de uma minoria tomar a decisão de não vacinar os filhos acaba por afectar - e muito - todos os outros. E a partir do momento em que os outros são colocados em risco, não podemos simplesmente "aceitar". 

Já se admite a possibilidade de as escolas poderem rejeitar crianças não vacinadas e eu concordo plenamente. Uma criança iria prejudicar todas as outras crianças por causa de uma decisão tomada por um único casal de pais. Uma opção pessoal não pode nunca impor-se à saúde pública. 

Lamento profundamente a morte desta jovem e só espero que a sua partida ajude a "abrir os olhos" aos que acham que as vacinas não fazem falta nenhuma.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Instaweek

Noite de sexta-feira foi para a loucura...

Aniversário do irmão com direito a fondue. Adoro isto!

Domingo de Páscoa em família - embora o compasso pascal tenha sido apenas na segunda.

Tanto chocolate... Rebola que é bola!

Terça-feira de preparação das malas de maternidade.

Selecção de babetes.

A pensar nos primeiros conjuntinhos. :)

Boa semana!

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Maravilhas da maternidade #8

Resultado de imagem para patas elefante

Os meus tornozelos e os meus pés depois de uma horinha sentada. Basta uma hora para ficar neste lindo estado.

Ai... 


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Páscoa

Foto de As Minhas Pequenas Coisas.

Há lá coisa mais bonita do que ter a cidade cheia nas visitas às igrejas e capelas?

A Páscoa é, de facto, dos momentos religiosos mais bonitos que existem. Introspecção, consciência, emoção. 



terça-feira, 11 de abril de 2017

Perspectivas

Tive de levar uma vacina contra a tosse convulsa nos bebés, injecção que também protege contra o tétano. Toda a gente sabe que a vacina do tétano deixa o braço dorido...

Comecei logo a 'panicar', porque não estava à espera que a vacina tivesse efeitos.. Deitei-me, para evitar tonturas... 

A grande contribuição do mais-que-tudo foi estar a dizer "Oh, isso não dói nada", repetidamente, como se eu tivesse uns cinco anos, enquanto a enfermeira se ria. 

De facto, até ver, a ele a gravidez não tem custado mesmo nadinha... 

domingo, 9 de abril de 2017

Instaweek

Brócolos e couve-flor gratinada. Aqui a grávida andava com desejos e a mãe fez. 

Cada dia mais redonda. :)

Aproveitar o sol para lavar tudooooo. 

Blusas novas para serem estreadas em dias bonitos.

Sábado à noite com direito a visita a Leça da Palmeira para um jantar de grávidas. Tão bom!

Já tenho o meu folar da Páscoa. Da Grendha.

Boa semana!

sábado, 8 de abril de 2017

Ooops!

Como o mais-que-tudo é um apressado, ainda a criança nem nasceu e ele já comprou protectores de tomada e 'fechou' todas as tomadas cá de casa, deixando apenas duas tomadas mais perto do chão livres.

Adivinhem quem anda sempre de rabo para o ar a destapar tomadas para se ligar o aspirador, o ferro de engomar...

Uma pista: não sou eu.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Melhor que nada!


Pintei as unhas dos pés de tom pérola. Não é que eu seja fã de tons discretos (gosto de cor!), mas era o único tom que podia usar visto que chego mal aos pés. Assim, mesmo que a pintura esteja mal amanhada, não se nota. 

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Maravilhas da maternidade #7


Ui, que alegria a perspectiva de ter de lavar pelo menos 5 ou 6 máquinas com roupa de bebé e mais 2 ou 3 com roupa de berço. 

Se passar a ferro é aborrecido, não quero imaginar ter de passar a ferro 1001 peças de roupa tamanho mini.

Vai ser a loucura. 

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Ainda é cedo?


Não, não é cedo para eu andar de tshirt e de sandálias. Tivessem vocês a má circulação que eu tenho e calçavam as sandálias mal vissem o primeiro raio de sol! 

Calças de ganga, tshirt, sandálias e mochilas. Mais confortável seria impossível. ;) 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Do Amor





How Do I Love Thee? (Sonnet 43)

Elizabeth Barrett Browning, 1806 - 1861

How do I love thee? Let me count the ways. 
I love thee to the depth and breadth and height 
My soul can reach, when feeling out of sight 
For the ends of being and ideal grace. 
I love thee to the level of every day’s 
Most quiet need, by sun and candle-light. 
I love thee freely, as men strive for right. 
I love thee purely, as they turn from praise. 
I love thee with the passion put to use 
In my old griefs, and with my childhood’s faith. 
I love thee with a love I seemed to lose 
With my lost saints. I love thee with the breath, 
Smiles, tears, of all my life; and, if God choose, 
I shall but love thee better after death.

Tem de ser...


Eu sei que tem de ser, mas custa tanto começar a 'passar' o meu trabalho a outra pessoa. Por mais que se confie na outra pessoa, é sempre aquele sentimento agridoce de saber que, apesar de ser pelo melhor dos motivos, vou estar ausente uns meses. 

domingo, 2 de abril de 2017

Ufa!


Quantas coisas podes tu comprar para um bebé num só dia? Eu sei lá, menina. Tinha dito a mim mesma que não ia comprar mais roupa para o Rafael, mas consegui trazer uns 15 bodies e uns 10 pijaminhas novos para casa. Mais uns conjuntos de calças e tshirt para o Verão. Mais cadeira de papa, mais babetes, mais fraldas de algodão, mais candeeiro, cortinas de quarto, peluche decorativo, estrelas decorativas, três chuchas... Quase 10 horas de passeio e compras. Para mim, as camisas da maternidade e cuecas confortáveis.

A carteira está vazia, mas o coração está tão cheio. :) Assim se começam as 29 semanas!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Quem nasce para lagartixa...


Este Domingo vamos tirar o dia para nós e para fazermos as últimas compras para o filhote. Ainda temos de definir o itinerário, mas vai ser ali entre Braga, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Porto... eu sei lá... vamos indo e vamos vendo. 

Eu? Eu já só penso no almoço. Esse aí, por aqueles lados invictos, nunca falha. 


quinta-feira, 30 de março de 2017

Sad but true


Sabes que já não caminhas para nova quando, confrontada com chuva forte durante a tarde, o teu primeiro pensamento é "caramba, esqueci-me de meter o estendal da roupa dentro de casa!".

quarta-feira, 29 de março de 2017

Maravilhas da maternidade #6


Estou a dar em doida com a quantificação das roupinhas. Depois de ler 1001 conselhos e de ouvir irmã, amigas e família, realmente vou optar pela táctica do "vamos indo e vamos vendo". Há que ter o essencial, mas não quero ter uma avalanche de roupas para os primeiros tempos, com receio de que metade nem chegue a ver a luz do dia e a conhecer o corpitcho do filhote. Há quem diga que alguns bebé precisam de ser mudados quatro a cinco vezes por dia, mas também há bebés que aguentam todo o dia com a mesma roupa. Como o meu vai ser filho do Verão, a roupa lava e seca num instante, não deverá haver crise.

Hoje é dia de contar o número de bodies de manga curta ou comprida, de fatinhos calça + camisola, de calças, de tshirts, de meias, de gorros, de babetes, de fraldas. A minha cabeça vai dar um nó, pois a lista está em permanente actualização e acho que já nem me lembro de metade do que comprei - nem quero imaginar quando, daqui a pouco, trouxer a herança de roupa do sobrinho. 

segunda-feira, 27 de março de 2017

Fazer o ninho


Fazer o "ninho" para receber o nosso filho tem sido uma tarefa calma. Tenho sido uma grávida muito calma e nada ansiosa. Já o mais-que-tudo tem sido um pai mais complicado, sempre preocupado, sempre ansioso e já a stressar com questões como "E quantas vezes tem de mamar? E como é que eu sei que tem de dormir?". Já lhe expliquei 1001 vezes que as aulas de preparação para o parto também vão servir para esses esclarecimentos, mas de nada adianta. É stressado e ponto final.

Não sou das que acha - pelo menos, até ao dia de hoje - que o tempo tem passado a voar. Parece-me até que tem sido tudo muito lento. Muito tempo entre ecografias, muito tempo sem sentir o bebé (situação que mudou nas últimas duas semanas!), muito tempo sem me sentir grávida. 

Por agora andamos na pintura do quarto. Acabamos por decidir que o quarto terá três paredes brancas e uma parede cor-de-laranja, num tom mais forte. A ideia é usar as paredes brancas para pendurar coisas (temos um espelho, temos o quadro com o nome, mais uma espécie-de-estante-de-parede com três prateleiras brancas). Na 'dobra' da entrada do quarto vai ficar o quadro com o poema do "Amigo Aprendiz", que a minha irmã nos deu. Na parede que está a ficar cor-de-laranja, devemos apenas pôr a nossa prateleira branca com o formato da nuvem, que os meus sogros fizeram. Como o tapete é colorido e a parede vai ficar colorida, não devo pôr mesmo mais nada nas paredes nem quero muita decoração, pois a que temos é marcante. Logo veremos como vai ficar, no final desta semana, quando tudo estiver pintado e as prateleiras/espelhos/quadros afixados nas paredes. 

Nesta fase estou muito tranquila. Alguns dirão até... Demasiado tranquila. Desde que soubemos que estou grávida que temos andado a comprar tudo o que conseguimos, todos os meses. Se olhar para a lista daquilo que nos falta, os bens maiores "em falta" resumem-se a uma cadeira para o carro (para quando já tiver mais de seis meses... e apenas porque temos dois carros, já que vou herdar a do sobrinho), uma cadeira de papa mais bonita para ter em casa (mais uma vez, a ser usada só daqui a mais de meio ano). De resto, faltam apenas o candeeiro e cortinas para o quarto... E bens de higiene. Sim, também ainda podemos comprar mais roupinhas, mas já temos algumas. Falta é pensar também em mim - se não for pedir muito. Não tenho nada para vestir no hospital, já que não sou particularmente fã de camisas de dormir, muito menos de botões. Soutiens de amamentação tenho dois... se me servirem, na altura. 

A brincar, a brincar, faltam dois meses e meio... Se não tivermos surpresas pelo meio!