quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Sorte grande


Agora que o mais-que-tudo voltou em força ao trabalho é que eu percebo a 'trabalheira' que é cuidar de um bebé a tempo inteiro. 

Posso não ter muita sorte na vida (é um facto, não tenho!!), mas tenho a sorte de ter o melhor companheiro de todos. É, indiscutivelmente, um pai exemplar. Sempre atento, sempre presente, sempre participativo, brincalhão, meigo. Enfim, brinco com ele e digo que ele é melhor pai do que eu sou melhor mãe. Aqui não existe espaço para comparações, mas, se houvesse, ele ganhava-me aos pontos. Uma infinita paciência e dedicação. O melhor. 

domingo, 17 de setembro de 2017

Do amor peludo


Acredito piamente que os animais nos ajudam a crescer enquanto seres humanos mais altruístas, bondosos e empáticos.

Obviamente que aos três meses e meio o meu Rafael ainda não convive com a família peluda. Gosto de lhe mostrar os manos patudos, mas não tem um convívio aproximado com estes. Há dois dias pousei-o na nossa cama enquanto me vestia. Ficou ao lado da Princesa e da Bella e foi amoroso perceber como elas entendem perfeitamente que aquele bebé é uma criatura frágil. As minhas gatas e o meu cão não se chegam muito ao bebé, mas lá o vão cheirando quando ele está no nosso colo e o Pirata arrisca até algumas lambidelas, muito de vez em quando.

Ansiosa pela fase em que bebé e animais vão começar a interagir. Tenho a certeza de que vão ser os melhores amigos e que, juntos, serão ainda mais felizes.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Insta last days

Passeios a dois!

Começa a vontade de agarrar tudo o que mexe...

Preparando o Outono/Inverno cá de casa com calçado novo.

Escolher o menu da semana com a ajuda do Rafael e da Dona Bimby.

Scones quentinhos... Que maravilha!

É muito estilo num bebé só.


Bom resto de semana!

domingo, 10 de setembro de 2017

Nada!


Hoje cruzei-me com um artigo sobre "o que as novas mães fazem todo o dia". Acho que uma das gracinhas mais recorrentes é ouvirmos dizer que "não fazes nada o dia todo".

Efectivamente não trabalho (mas todos os dias espreito o trabalho).

Efectivamente não se faz assim nada de especial... Mas faz-se o mais especial do mundo, que é cuidar de um bebé. Estou há quase cinco meses em casa (vim para casa mês e meio antes do Rafael nascer) e nunca me senti tão cansada. Juro que vou dizer a piada do "regressar ao trabalho é espectacular, finalmente vou poder descansar". 

Uma pessoa faz tanta coisa, mesmo parecendo que não faz nada, que eu nunca tive a cabeça tão cansada. Se me perguntarem o que fiz ontem, nem sei. Às vezes até me esqueço do que almocei e jantei no dia anterior. Preciso de colocar lembretes no telemóvel para não me esquecer das tarefas mais básicas, como pagar a renda de casa ao primeiro dia de cada mês.

Fico irritada quando, à noite, olho para a máquina de lavar roupa e percebo que me esqueci de pendurar a roupa que pus a lavar de manhã. Enerva-me olhar para o chão da sala e pensar que temos de aspirar a casa, mas olho para o mais-que-tudo, vejo-o cansado, e penso "deixa lá, aguenta mais um dia" - e assim se passam dois ou três dias. Uma noite destas passei três horas sem dormir, por causa das insónias, e dei por mim contente por poder ler blogues na paz do senhor.

Temos a imensa sorte de ter um bebé que dorme toda a noite desde que fez os dois meses de vida... Mas, como em tudo na vida, as coisas boas também têm lados mais negativos: ele não dorme de dia. Se dormir, ao longo de um dia (ali entre as 9 e as 22 horas), um total de uma ou duas horas, já nos damos por contentes. É capaz de fazer pequenas sestas de quinze ou vinte minutos, mas nunca mais do que isso. Isto significa que temos de ter os olhos nele durante horas e horas seguidas. A entretê-lo, a dar-lhe colo, a passear com ele. O pai é particularmente fabuloso nestas tarefas.

É verdade que é um bebé calmo, mas também é verdade que é cada vez um bebé mais exigente e que se aborrece de passar tempo no berço, na espreguiçadeira e no carrinho. Quer companhia, quer brincar, quer afecto e quer sentir que estamos perto dele. Tudo isto é maravilhoso, mas tudo isto é também cansativo.

Ser Mãe é, efectivamente, o trabalho mais exigente de todos.

* O tal artigo... Aqui.


quinta-feira, 7 de setembro de 2017

(grande sorriso)


Please... a Bimby foi a melhor aquisição de sempre...

O senhor meu companheiro ontem fez arroz de frango com ervilhas e hoje fez bacalhau à assis, que basicamente é bacalhau à brás com cenoura.

Ele antes nem um ovo estrelava direito. Agora acha graça a seguir os passos e prepara as refeições com gosto. 

Sensações


Ter um bebé histérico aos gritos e que acalma de forma quase instantânea quando me deito no sofá, encostada a ele, a cantar-lhe baixinho a música dos "três gatinhos que perderam os chapelinhos"... é das coisas mais ternurentas de sempre.


segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Instaweek

6.590 quilos de bebé.

61,5 centímetros aos três meses... e já começa a agarrar as coisas!

Pano fofinho da Panos & Companhia.

No sofá estou sempre rodeada de amor.

Presentes blogosféricos.

Experiências calóricas na Bimby.

Panquecas para uma manhã de Domingo.

Ontem fomos ao restaurante pela segunda vez. Portou-se uma maravilha.  Não tenho um bebé, tenho um santinho.



Boa semana!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

E tudo muda...


Antes eu sentia-me orgulhosa quando me diziam que estava bonita, que gostavam de algo que tinha vestido ou que tinha feito um bom trabalho...

Agora sinto-me toda orgulhosa quando a enfermeira diz "Só lhe dá mama? Excelente. Aumentou quase um quilo num mês. É muito bom!".

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Iei!



Chegou e já arrasou com limonada, massa de pizza, molho de tomate, leite-creme. 

Os próximos dias prometem ser de muitaaaa culinária.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Instaweek

Sestas a dois durante a tarde.

Ursinho lindo adora tomar banho!

As festas da cidade.

Na Romaria d'Agonia veste-se a nossa tradição.

Sem dentes e, mesmo assim, com o mais bonito sorriso do mundo! Já eu tenho cada vez mais cabelos brancos, senhores...

Aproveitar o Verão com uma avalanche de cor.

Bom fim-de-semana!

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Humpf!


Numa relação, ter fé no parceiro deveria ser uma coisa importante.

Ontem sentei-me ao colo do mais-que-tudo e disse:

"Quando a Bimby chegar, vais deixar de comer sempre a mesma coisa. Eu não sei fazer nada!"

"E vais continuar sem saber", respondeu ele.

Obrigadinha. 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Bimbólica!


Resultado de imagem para bimby 5 geração

Era um sonho meu.

Há cerca de oito/nove anos fiz um trabalho na faculdade sobre a Bimby. O enfoque era o facto de a Bimby ser muito utilizada nos hotéis de luxo. Visitei o Sheraton no Porto, por exemplo, onde me explicaram que usavam imenso a maquineta para os clientes tardios, que se lembravam de querer comer de madrugada. Também conversei com muitos homens que passaram a dedicar-se à culinária quando a Bimby apareceu.

Na altura fiquei encantada... Mas foi há dois anos, quando fui assistir a uma demonstração em casa de um (ex) casal amigo, que fiquei apaixonada em definitivo. Na altura fizemos granizado, gelado de fruta, bôla de carne, bacalhau com natas. Super eficaz, muito simples.

Com a gravidez, estava constantemente a dizer ao mais-que-tudo que tinha de arranjar uma Bimby ou uma máquina do género. Não somos bons cozinheiros, costumamos comer sempre os mesmos pratos, todas as semanas. A ideia de começar a fazer diariamente papas de fruta e sopas para o Rafael estava a preocupar-me porque quero mesmo que ele tenha uma boa alimentação.

Vai daí, ontem decidimos. Contactei a vendedora que nos fez a demonstração, apresentamos as nossas condições... e pensava eu que teria de esperar. Sei que há alturas no ano em que o tempo de espera chega quase a um mês... Mas hoje de manhã já tinha a compra aprovada. Na próxima semana já devo recebê-la.

Estou prestes a ser uma entusiasta proprietária da Bimby de 5ª geração, com cook key. Estou felicíssima!

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Odiozinho de estimação


Gente que adora regatear preços.

Incrivelmente, parece que só decidem exibir a arte de regateio no comércio tradicional, mais pequeno e com mais dificuldades. Nunca ouvi falar em gente que pede "descontinhos" numa Zara, numa Worten, numa marca grande. Optam sim por pedir "uma atenção" no comércio pequeno, que já tem a corda no pescoço.

Hoje fui fazer as minhas unhas, como é habitual, de três em três semanas.

Entra uma senhora que já tinha marcação para extensão de pestanas. Sei que quando se marca pela primeira vez, são informados do custo. No entanto, ela disse: "Afinal qual é o valor? É que vi agora, ali atrás, um outro preço". "40 euros", responderam-lhe. "Bom, agora que já aqui estou, fico aqui. Mas ali atrás vi que faziam a 25 euros", acrescentou. Nem lhe responderam.

Até eu, que não tinha nada a ver com o assunto, fiquei incomodada. Acho uma lata vir falar dos preços das outras lojas. Ainda mais lata acho quando o discurso traz uma crítica ímplicita. Pior ainda quando a diferença é que no sítio em questão (onde eu estava) os produtos estão ligados a uma marca internacional, não sendo naturalmente os mais baratos, mas certamente sendo de maior qualidade do que os da loja "ali atrás".

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Hot!


Já tomei dois banhos hoje e desconfio que vou ao terceiro.

Não sei como existe tanta gente porquinha por aí... Poucas coisas me sabem melhor do que estar no chuveiro a levar com água no cabelo. Para não falar da sensação de corpo e roupa lavada.

domingo, 20 de agosto de 2017

Odiozinho de estimação

Resultado de imagem para tumbleweeds

Amo de paixão os meus animais, mas se há coisa que me mexe com os nervos são os 'tumbleweeds' constantes cá de casa.

Os tufos de pêlo aparecem com uma rapidez desgraçada. Ando constantemente de mopa/esfregona na mão, a limpar tudo - limpo de manhã e à noite. Quando acabo de limpar num lado, já aparecem tufos de pêlo no outro. 

Não sei como é que o cão e as gatas ainda têm pêlo, tendo em conta a quantidade de pêlos que perdem diariamente.

Que nervos, senhores. 

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Vamos fazer uma pausa, sim?


Alegadamente andava a tentar comer melhor. Até tenho perdido bem peso, mas obviamente que a firmeza está pela hora da morte e este corpitcho está a precisar de ser melhorado...

Mas caramba, estamos em Agosto. A minha cidade está em festa.

Temos o pão com chouriço. Pão com chouriço e queijo. Bifanas. Cachorros. Hambúrgueres. Pipocas. Farturas. Churros. Gelados. A doçaria regional. As tortas de Viana. Os jesuítas da Pastelaria Dantas. 

Não vamos andar a enganar-nos... Voltamos a pensar em dieta no mês de Setembro, pode ser?

domingo, 13 de agosto de 2017

Ooops!

Pois.

Já me tornei uma daquelas mães que fala imenso sobre a quantidade e qualidade dos cocós que o bebé faz. E que fica imensamente feliz quando vê a fralda suja. 

Acontece às melhores. 

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Instaweek


Mãozinhas.

Os meus três colares estão prontos para a Romaria!

No passado Sábado o Rafael teve o seu primeiro evento social. Jantámos fora e ele dormiu o tempo todo. :D

Bebé vianense.

Dia Mundial do Gato é a 08 de Agosto.

O novo vestido da Mango. Amo!

Meus preciosos.

Bom fim-de-semana!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Trela para crianças


Sei que em Portugal não é muito habitual ver crianças "com trela", mas no Verão vejo muitos estrangeiros a optarem por esta forma de segurança. Do meu ponto de vista, tem a enorme vantagem da segurança e a vantagem de proporcionar à criança uma maior sensação de liberdade e, quem sabe, gerar até mais confiança.

Quem tem crianças sabe que estas podem ser bem traquinas e "pisgar-se" num instante. Se largarem a nossa mão à beira de perigos, os acidentes podem mesmo acontecer. 

Vai daí, sempre fui a maior defensora das "trelas para bebés". Aceito perfeitamente que algumas pessoas possam ficar algo incomodadas com a imagem, mas daí a compararem os bebés a cães parece-me uma grande diferença (mas já ouvi esses comentários, dirigidos a outras pessoas).

Por aqui, encomendei online uma destas trelas, que estica até 1,5 metros de comprimento. Primeiramente, vamos usá-la para tornar os nossos passeios mais seguros, já que vivemos numa zona com subidas e descidas e a ideia de tropeçar e largar o carrinho é algo que nos incomoda. Depois, achamos que vai ser óptimo, para quando o Rafael começar a andar. 

Foto de As Minhas Pequenas Coisas.

Nota: Comprei na Ali Express, pesquisando por "trela de crianças". Custou nem 5 euros, com os portes de envio, e chegou em cerca de três semanas. Não consegui encontrar este modelo em lojas nacionais, embora saiba que existem modelos de trela estilo mochila (a criança usa a mochila às costas). No entanto, como este "atrela" pais e filhos, pareceu-me mais adequado.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Vaidades

A nova colecção da Mango está maravilhosa! Muitos padrões floridos, vestidos fluidos... Enfim, a minha cara! Não quero comprar roupa nesta fase, pois ando a ver se perco a barriga que ainda tenho. Já coube dentro de uma das minhas calças de ganga... mas ainda me faltam uns 2/3 centímetros para voltar a caber em todas as minhas calças. Apesar de ter perdido todo o peso da gravidez e ainda uns quilos extra, a barriga ainda não voltou ao normal - sendo que o normal, em mim, nunca foi magro.

Anyway, estes dois já cá cantam. Uma recém-mamã merece mimar-se, que é para não sentir que é apenas uma vaca leiteira. ;)
Vestido fluido textura | MANGO
Vestido fluido textura | MANGO
Vestido decote v | MANGO
Vestido decote v | MANGO
(esqueçam o ar deprimido desta menina...)